domingo, 21 de abril de 2013

Apostila - Fundamentos da programação LADDER


linguagem ladderdiagrama ladder ou diagrama de escada é um auxílio gráfico para programação de Controladores Lógicos Programáveis(CLPs) no qual as funções lógicas são representadas através de contatos e bobinas, de modo análogo a um esquema elétrico com os contatos dos transdutores e atuadores. A linguagem ladder está entre as cinco linguagens de programação dde CLPs definidas pela IEC 61131-3 : FBD (Function block diagram), LD (Ladder diagram), ST (Structured text), IL (Instruction list) e SFC (Sequential function chart). O nome (ladder, escada em Inglês) provem do fato que a disposição dos contatos e bobinas é realizada, de maneira geral, na horizontal, que lembra o formato de uma escada.

Estudei hoje por essa apostila e para aqueles que como eu ainda não tem domínio dessa linguagem vale muito a pena!

sábado, 16 de fevereiro de 2013

EXCELENTES VÍDEO AULAS SOBRE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL E CONTROLE



AUTOMAÇÃO NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

SOLUÇÕES WEG PARA O SETOR SUCROALCOOLEIRO


MANUAL DE PROGRAMAÇÃO DO INVERSOR CFW-11 V3.1X

WEG - Cocari (ENGLISH SUBTITLES)


SIMPLES VÍDEO SOBRE O PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO AÇÚCAR E ÁLCOOL



Este vídeo demonstra de forma sucinta o processo de fabricação do açúcar e álcool.


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

TUTORIAL EAGLE 5.10 CadSoft

O que é um arquivo Gerber ?


   É um formato padrão universal de arquivo composto de uma combinação de comandos gráficos que neste casa são utilizados pelo equipamento fotoploter para a formação das imagens da placa de circuito impresso, e que pode ser gerado a partir de qualquer programa para projeto de PCI(placa de circuito impresso). 
Quando geramos os arquivos Gerber, cada layer do arquivo é automaticamente separado dos demais, possibilitando que seja visualizado a partir de um programa editor, sem a necessidade do programa originalmente utilizado para o projeto da placa.

Tutorial EAGLE 

Este tutorial muitas informações sobre o software e ainda vem  um apêndice mostrando como gerar arquivos GERBER através do EAGLE - Apêndice C.






VIEWPLOT - PROGRAMA PARA VISUALIZAR ARQUIVOS GERBER - GRATUITO




Há momentos em que os "layoutistas" de placa de circuito impresso precisam visualizar os arquivos gerber de seus projetos.







Uma opção gratuita de programa visualizador de arquivos gerber é o Viewplot. É um dos mais simples de se usar.

Porém, existe uma versão paga onde pode-se editar e salvar um novo arquivo, caso queira fazer alterações.

Para fazer o download do Viewplot (apenas visualizador) de arquivos gerber clique aqui.

Maiores informações, visite o site oficial:

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

TUTORIAL PROTOCOLO HART

SOFTWARE EAGLE 5.10.0 e 5.11.0 - GRATUITO

Desenhe placas de circuitos eletrônicos facilmente com EAGLE, um aplicativo com muitas ferramentas e fácil de usar.

Eagle é formado por três módulos que se integram, formando uma poderosa ferramenta para o desenho  de placas de circuito impresso. O editor de esquemas elétricos não se limita apenas a representar o circuito. Com a integração dos módulos, parte do layout da placa é definida no esquema elétrico, encapsulamentos, espessuras das trilhas, entre outros parâmetros podem ser configurados.
Com o Eagle é possível criar a placa a partir de um esquema ou diretamente adicionando componentes da biblioteca. Além disto, é possível modificar ou criar componentes e encapsulamentos para qualquer projeto.




DOWNLOAD VERSÃO 5.10.0




Manual do software EAGLE - Texto em Inglês; 743 kB




Tutorial do software EAGLE - Texto em Inglês; 192 kB




Método Simplificado de Fabricação de Circuitos Impressos, ideal para ser usado em conjunto com softwares como o EAGLE. Clique aqui para ver essas instruções.




EAGLE (CadSoft GMBh - Alemanha) - Versão 5.11.0 Windows - Interface em inglês - Clique aqui para fazer o download




  • 1. Circuitos Impressos - Origens e Materiais
    2. Circuitos Impressos com Componentes Convencionais e SMDs
    3. Layers e Vias4. Padronização das Dimensões dos Componentes Eletrônicos
    5. Procedimentos e Etapas de Projeto de um Circuitos Impressos
  • 1. Descrição e características principais do programa
    2. Diferenças entre a versão freeware e as versões com pagamento de registro
    3. Instalação do software EAGLE
    4. Os módulos do EAGLE
  • 1. O Painel de Controle e as "Bibliotecas"
    2. Arquivos do EAGLE
    3. Operação do módulo Schematics: Editando um projeto já existente no EAGLE
    4. Criando um novo projeto no EAGLE
    5. O módulo Board: Criando a Placa de Circuito Impresso com o EAGLE

FONTE 

LDMICRO - PROGRAMAÇÃO DE MICROCONTROLADORES EM LADDER

    A linguagem LADDER nasceu na necessidade de facilitar a programação em ambientes industriais, remetendo para uma linguagem de alto nível e fácil de ser utilizada. No entanto existe um programa, LDMICRO de Jonathan Westhues, que permite a programação LADDER de microcontroladores, que viabiliza o estudo e implementação de controles de baixíssimo custo.
   Este software é muito versátil, não requer instalação (basta executar o arquivo ldmicro.exe em ambiente windows ou emulador compatível), e é de livre distribuição.










Software -> http://www.cq.cx/dl/ldmicro.exe




Manual -> http://www.mecatronica.org.br/disciplinas/programacao/019/LDMICRO_TUTORIAL.pdf




Exemplos -> http://www.mecatronica.org.br/disciplinas/cuscopic/artigos/ladder/exemplos.zip




ldmicro-es.exe (Español; thanks to Jose Pascual) LDMICRO em espanhol.




ldmicro.txt (manual) Manual do LDMICRO


Exemplo: um semáforo simples


Exemplo: display de 7 segmentos


Exemplo: ‘hello, world;' enviado pela porta serial




Um tutorial, no qual é descrito como gerar um simples diagrama ladder, simulá-lo e então gerar o arquivo IHEX e programá-lo no PIC. Esta é provavelmente a maneira mais fácil de começar a usar este software.



segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Supervisório LAquis 3.7 - GRATUITO

SUPERVISÓRIO LAquis 3.7 - PARA DOWNLOAD

Supervisório com opção de interface em 3D.

Curso de Redes em Automaçao - Treinamento da Petrobras parte 2 - (Desenvolvido pelo SENAI)

Curso de Redes em Automação - Treinamento da Petrobras - Parte 2 - (Desenvolvido pelo SENAI)



Curso de Redes em Automaçao - Treinamento da petrobras Parte 1 - (Desenvolvido pelo SENAI)

Curso de Redes em Automação - Treinamento da petrobras - Parte 1 - (Desenvolvido pelo SENAI)



SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (7º video aula)

MÓDULO 1 - Utilitários e materiais (7º video aula)



SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (6º video aula)

MÓDULO 1 - Utilitários e materiais (6º video aula)



SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (5º video aula)

MÓDULO 1 - Utilitários e materiais (5º video aula)



SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (4º video aula)

SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (4º video aula)



SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (3º video aula)

Modulo 1 - Utilitários e materiais (3º video aula)




SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (2º video aula)

SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (2º video aula)

SolidWorks - Modulo 1 - Utilitários e materiais (1º video aula)

Modulo 1 - Utilitários e materiais (1º video aula)


Curso de CLP (Linguagem LADDER) Progrmação

Curso de CLP (Linguagem LADDER) Progrmação






Curso Programação de PLC ATOS

Curso Programação de PLC ATOS


APOSTILA CLP SEBRAE-PE EM PDF

APOSTILA CLP SEBRAE-PE EM PDF

MANUAIS DE INVERSORES DE FREQUÊNCIA

MANUAIS DE VÁRIOS INVERSORES DE FREQUÊNCIA




SOFTWARE ELIPSE SACADA

PARA DOWNLOAD
PARA BAIXAR




segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Automação Industrial e Robótica


FreeMat 4.0

Programa interativo similar ao Matlab voltado para o cálculo numérico, engenharia e aplicações científicas.




BRL-CAD 7.20.2 PORTUGUÊS

Desenhe profissionalmente com esta ferramenta que se assemelha muito ao AutoCAD.




PROTOCOLO FIELDBUS FOUNDATION

PROVA E GABARITO ENADE ENGENHARIA ELÉTRICA (2005)

Grupo II – Engenharia da Computação, Engenharia de Comunicações, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Redes de Comunicação, Engenharia de Telecomunicações , Engenharia Elétrica , Engenharia Eletrônica , Engenharia Eletrotécnica, Engenharia Industrial Elétrica e Engenharia Mecatrônica.


Prova, gabarito e padrão de respostas.




PROVA E GABARITO ENADE ENGENHARIA ELÉTRICA (2008)

COMPUTAÇÃO
CONTROLE E AUTOMAÇÃO
ELETROTÉCNICA
ELETRÔNICA
TELECOMUNICAÇÕES
(GRUPO II)

Prova, gabarito e padrão de respostas.




sexta-feira, 2 de setembro de 2011

MANUAL DE SOLUÇÕES MÁQUINAS ELÉTRICAS 6º EDIÇÃO ( A. E. Fitzgerald )

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS
RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS
MANUAL SOLUTIONS





MANUAL DE SOLUÇÕES OGATA 4ª EDIÇÃO ENGENHARIA DE CONTROLE MODERNO

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS:






APOSTILA SISTEMA INTERNACIONAL DE UNIDADES

EXCELENTE APOSTILA SISTEMA INTERNACIONAL DE UNIDADES
 

APOSTILA EPLAN P8

MANUAL DO INICIANTE



CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA

AQUI UM EXCELENTE MANUAL DE CORREÇÃO DE FATOR DE POTÊNCIA.





quinta-feira, 1 de setembro de 2011

quarta-feira, 16 de março de 2011

Fluid Sim Pneumática - Português




No escritório de engenharia ou na sala de aula, o melhor recurso de software do mundo para trabalhar com circuitos de Pneumática ou Hidráulica, agora disponível em Português!
Projetos
Desenhar
De forma extremamente amigável, você pode "clicar e arrastar" os símbolos de uma completa biblioteca para a área de desenho. Há mais de 100 símbolos normalizados e em poucos minutos seu circuito estará desenhado.
Bibliotecas
  • Pneumática/Hidráulica
  • Elétrica
  • Blocos Lógicos
  • Diagrama Ladder
  • Simular
Num único clique o circuito está pronto para ser simulado e assim pode ter testada a sua lógica. As linhas pressurizadas e energizadas são visualizadas em cada passo.
Acompanhar variáveis
As grandezas como pressão, vazão, velocidade, etc. podem ser monitoradas em cada ponto do circuito criado, a fim de um melhor dimensionamento. O algoritmo de cálculo do FluidSIM® é o mais preciso do mundo!
Exportar para o CAD
O circuito pode ser exportado em formato "dxf" e aberto em qualquer pacote CAD.


Download: megaupload

terça-feira, 15 de março de 2011

Documentos CADe SIMU

Partida direta motor trifásico.


Partida estrela-triangulo.


Download: 4shared

domingo, 13 de março de 2011

TUTORIAL - COMO DIMENSIONAR UMA PARTIDA DIRETA.

Neste tipo de partida o motor parte com valores de conjugado (torque) e corrente de partida plenos, uma vez que suas bobinas recebem tensão nominal. Neste tipo de partida o motor pode estar fechado em estrela ou triângulo como podemos ver abaixo:




Esta partida é considerada super simples quando se trata de montagem, no entanto trataremos aqui do dimensionamento desta partida.
Algumas perguntas ficam em nossa mente quando decidimos dimensiorar uma chave de partida: qual contator usar? qual fusível aplicar para protejer o circuito? qual o valor de corrente do relé térmico?

Aqui nós responderemos todas estas perguntas.
Para ficar mais lógico estaremos simulando o dimensionamento de um motor de 30cv  e 4 polos que será ligado a uma rede de 380V/60Hz. A corrrente nominal deste motor é de 44A e possui um Ip/In de 8,0. Este trabalha em serviço normal de manobra com rotor gaiola de esquilo e desligamento em regime e possui um tempo de partida igual a 5 segundos.
Antes de qualquer coisa vamos relembrar como é o circuito de potência da partida direta:
1) Roteiro de Cálculo
1.1) Vamos começar com o dimensionamento do contator K1:
Neste caso o contator K1 deverá possuir uma corrente Ie (corrente nominal do contator) maior que a corrente nominal do motor, ou seja:
K1 =>  I> In x 1,15
Logo, teremos em nosso exemplo:
K1 =>  I> 44 x 1,15
I> 50,6A
Com base base nos dados encontrados e tomando como base o tipo de aplicação do motor temos no catálogo da WEG o contator CWM65 que suporta 65A, o fato do cálculo ter mostrado que a corrente é de 50,6A faz com que não utilizemos o contator CWM50 pois sua corrente nominal é maior que a corrente calculada.
1.2) Agora faremos o dimensionamento do Relé Térmico:
o Relé Térmico deverá possuir corrente nominal igual a corrente nominal do motor. Com isso podemos deduzir a fórmula:
FT1 = In
Temos então em nosso caso, o seguinte:
FT1 = 44A
De acordo com o mesmo catálogo de dispositivos da WEG temos o relé térmicoRW67-2D3-U057 com ajuste de corrente entre 40 e 57 sendo o mais recomendado ao nosso sistema, observem que o modelo 1D3 não se aplica pois não suporta montagem no contator escolhido.
1.3) Vamos agora dimensionar os fusíveis F1, F2 e F3, nesta etapa teremos 3 condições que deverão ser observadas e todas as situações deverão ser atendidas pelo sistemas, vamos as três situações:
1º situação:
A corrente nominal do fusíve de primeiramente suportar a corrente do motor no instante da partida, ou seja, Ip/In, logo:
Ip = Ip/In x In
Ou seja, no nosso exemplo teremos a seguinte situação:
Ip = 8,0 x 44
Ip = 352A
Então, através da tabela de fusíveis e sabendo-se que o tempo de partida do motor é de 5 segundos, definimos o fusível a ser aplicado no motor, como podemos observar o fusível escolhido por este passo é o de 100A.




2º situação: A corrente do fusível deverá suportar 20% a mais que a corrente nominal do motor, logo:
IF > 1,2 x In
IF > 1,2 x 44
IF > 53A
Então, o fato do fusível abordado no primeiro caso ser maior que 53A significa que atende a necessidade, em caso contrário (IF > IP) teríamos que encontrar na tabela outro fusível que atenda a necessidade.

3º situação: Os fusíveis terão que suportar também a corrente que circulará no relé térmico e no contator, sendo assim:
IF < IF max K1
100A < 125A (fig abaixo)


IF < IF FT1
100A < 100A

Portanto, podemos concluir que os fusíveis NH de 100A suportam todas as exigencias e expecificações requeridas.

Resumindo teremos em nosso acionamento:
    - 1 contator CWM65
    - 1 Relé térmico RW67-2D3-U057
    - 3 fusíveis NH de 100A (retardado)
Enfim, espero ter ajudado com mais este tópico. Não deixem de comentar e sugerir.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...